Siga nossas redes sociais

Como fica a jornada de compras depois da pandemia?

15 set

Que a pandemia do Coronavírus mudou o comportamento dos consumidores, todo mundo já sabe. Por um lado, as pessoas reduziram o consumo, dando prioridade aos itens essenciais, enquanto a tecnologia avançou e facilitou todo o processo de compra. 

Prova disso foi o aumento de quase 30% nas compras em e-commerce em todo o mundo no ano de 2020, de acordo com a empresa de pesquisa de mercado eMarketer. Além dessas mudanças que vieram pra ficar, o mercado e as empresas avaliam o que mais mudou. A sua empresa já parou para pensar nisso?

O Google fez uma pesquisa no mercado sobre hábitos de consumo em todo mundo, que identificou tendências relevantes no e-commerce, inclusive no Brasil. A manutenção do estoque e a reposição de produtos seguem como um importantes gatilhos para compra online, assim como o tempo gasto em casa. 

As ferramentas de busca continuam essenciais em toda a jornada, atuando como fonte de informações sobre preço, vantagens, avaliações de benefícios. Além disso, a pesquisa indica três estratégias importantes para se destacar na jornada de compras:

Estratégia omnichannel

Por mais que as compras online aumentem, o meio offline segue fundamental para o relacionamento com o cliente. Isso porque, muitos consumidores pretendem continuar com as compras nas lojas físicas e acham relevante o contato pessoal.

Suporte

Durante toda a jornada de compra, as marcas devem oferecer suporte aos usuários, com informações sobre disponibilidade de produtos, eventuais problemas de pagamento e atendimento direto ao consumidor, por exemplo.

Experiência de compra

Oferecer site e app para os clientes é essencial para que a experiência do consumidor seja a melhor possível, de acordo com as suas necessidades. Vale considerar que muitos fizeram ou ainda estão fazendo a primeira compra pela internet desde que começou a pandemia.

Com informações de Google Think

Voltar

Compartilhe: